Quem somos

As Edições Novembro – E.P. surgem do confisco, pelo Estado angolano, da Empresa Gráfica de Angola-SARL, pela lei 51/76 de 26 de Junho, proprietária da ex-“Província de Angola”.

A EGA foi fundada em 10 de Julho de 1923 como sociedade por quotas. Um ano depois a empresa foi transformada em sociedade anónima e as acções foram subscritas por Adolfo Pina, pelo então Banco Nacional Ultramarino (ainda não existia o Banco de Angola), pela Companhia do Amboim, a Companhia Agrícola do Kazengo e os comerciantes Agostinho Borges da Cunha, José Antunes Farinha Leitão e Manuel do Nascimento Pires. É na esteira da criação da Empresa Gráfica de Angola que é lançado, a 16 de Agosto de 1923, o jornal “A Província de Angola”, com periodicidade semanal, impresso na Tipografia Mondego, e que no ano seguinte, a partir de 5 de Junho de 1924, passa a ser produzido em oficinas próprias no edifício onde ainda hoje funciona a Edições Novembro – E.P.

A empresa Edições Novembro – E.P. é a proprietária e produtora dos títulos Jornal de Angola, diário e generalista, e do Jornal dos Desportos, Jornal de Economia & Finanças e jornal Cultura, estes últimos criados para atender à demanda em informação especializada desportiva, sobre assuntos económicos e financeiros e o segmento relacionado com a produção e circulação de bens culturais respectivamente.

A Edições Novembro - E.P. é uma empresa pública dotada de personalidade jurídica, de autonomia administrativa, financeira e patrimonial, e que tem por objecto social principal a produção e a edição de publicações periódicas e não periódicas, assim como a edição e impressão por encomenda ou contrato, de publicações especializadas e de publicidade.

A empresa tem como visão de fundo afirmar a sua importância nacional no âmbito da circulação democrática e plural da informação noticiosa escrita, ajustando qualitativamente os seus produtos às preferências do público e reforçando a sua presença atempada no território nacional.